Sistema de Conferências da SBPJor, 8º Encontro do JPJor

Tamanho da fonte: 
Jornalismo ambiental, afetos e tecnologias: narrativas socioambientais em plataformas transmídias
Mylena Fraiha, Katarini Miguel

Última alteração: 2018-08-17

Resumo


O presente artigo parte do pressuposto que o movimento ambiental, ao assumir as mudanças tecnológicas da contemporaneidade, têm se apropriado das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) e dos novos formatos e gêneros narrativos que elas possibilitam. Com isso, produzem um tipo de jornalismo ambiental engajado, e que comporta os problemas socioambientais com mais profundidade e empatia. Para entender esse cenário, discute-se as proximidades e cruzamentos entre o conceito e prática do jornalismo ambiental, do diálogo dos afetos e das possibilidades tecnológicas que permitem a difusão de informações por meio de diferentes experiências tecnológicas. Posteriormente, como recorte empírico, são categorizadas e analisadas as plataformas transmídias elaboradas pelo Instituto Socioambiental, no período de julho de 2017 a julho de 2018.

Palavras-chave


jornalismo ambiental; narrativa jornalística; transmídia; multimídia; diálogo dos afetos

Texto completo: PDF