Sistema de Conferências da SBPJor, 8º Encontro do JPJor

Tamanho da fonte: 
Jornalismo e suicídio: abordagem contemporânea para um tabu histórico
Andressa Zaffalon Fabri, Felipe Moura de Oliveira

Última alteração: 2018-08-24

Resumo


Conforme a OMS, a cada 40 segundos uma pessoa tira a própria vida no mundo, e o suicídio é considerado um problema de saúde pública. Contudo, no jornalismo, o assunto ainda é tabu, ancorado no receio de que falar sobre o tema pode incentivar novos casos. Ao contrário dessa perspectiva, esta pesquisa, recorte de um TCC de graduação, defende que o jornalismo é uma forma de conhecimento que contribui para decifrar e esclarecer à sociedade os acontecimentos e os conflitos sociais históricos, sendo necessário tratar da problemática do suicídio, mas de forma responsável. O presente texto, portanto, analisa a abordagem do suicídio no portal de notícias da Folha de S. Paulo, durante o mês de março de 2018, para aferir definições sobre o tratamento que os veículos tradicionais do país dão ao tema na contemporaneidade

Palavras-chave


suicídio; jornalismo; abordagens midiáticas; Folha de S. Paulo

Texto completo: PDF