Sistema de Conferências da SBPJor, 8º Encontro do JPJor

Tamanho da fonte: 
‘As crianças não podem saber de nada’: crianças periféricas e o consumo de notícias
Andressa Ribeiro Sales, Juliana Doretto

Última alteração: 2018-09-04

Resumo


Com base em entrevistas realizadas com meninos e meninas de menor rendimento e com faixa etária entre 10 e 12 anos, moradoras do bairro periférico, Jardim Orion, zona sul de São Paulo, este trabalho buscou compreender como se dá o consumo de notícias jornalísticas feito por elas, sobretudo na Internet e meios digitais. Entendemos que, assim como mostram outros trabalhos da área, as crianças têm consciência sobre o que é notícia jornalística e que seu consumo jornalístico é feito primeiramente na televisão, apesar de usarem a rede com frequência. Podemos perceber ainda que o jornalismo sensacionalista está presente da vida das crianças que moram na periferia de forma mais intensa do que nas classes mais altas, e isso tornou-se referência para elas no que diz respeito às notícias.

Palavras-chave


recepção; crianças; Internet; jornalismo; periferias

Texto completo: PDF