Sistema de Conferências da SBPJor, 7º Encontro do JPJor

Tamanho da fonte: 
Gênero, representação e mídia alternativa: um estudo da Agência Patrícia Galvão e da revista AzMina
ANA LUIZA VINHOTE DUARTE, Raphaella Rodrigues Sconetto, Luciane Fassarella Agnez

Última alteração: 2017-09-09

Resumo


O presente artigo pretende analisar a experiência de espaços alternativos brasileiros dedicados a temáticas feministas por meio de um estudo dos casos da Agência Patrícia Galvão e a revista AzMina. É notório que as mulheres precisaram criar os próprios veículos de comunicação como forma de combater a representação delas na mídia tradicional e também como um espaço para denunciar a objetificação do corpo feminino idealizados em propagandas. Por isso, este artigo pretende explorar o histórico, as rotinas produtivas, os formatos das publicações, as características dos conteúdos e a sustentabilidade dos dois veículos feministas alternativos. Para o estudo foram feitas entrevistas em profundidade com as editoras dos canais escolhidos. Também foi feita uma revisão bibliográfica sobre observatório de mídia e agências de notícia na web.

Palavras-chave


jornalismo independente; feminismo; entrevista em profundidade; Agência Patrícia Galvão; AzMina.

Texto completo: PDF