Sistema de Conferências da SBPJor, 7º Encontro do JPJor

Tamanho da fonte: 
Mentira nos tempos de internet: a viralização de boatos na era das redes sociais
Vincent Matheus Sesering, Maria Elisa Máximo

Última alteração: 2017-09-09

Resumo


Por que se compartilha tanto boato nas redes sociais? Existe um aumento da presença de factóides na era digital em relação a uma “era analógica” do jornalismo? Se sim, quais características do ciberjornalismo abriram espaço para esta proliferação? Este artigo surge a partir de uma pesquisa realizada no segundo semestre de 2016 e que partia de algumas destas perguntas acima. Tais questionamentos me levam não só a explorar o aumento da presença de boatos, factóides e mentiras nas redes, mas a buscar quais as relações desse aumento, se é que ele existe, com o modo de fazer jornalismo depois da internet e, principalmente, depois da web 2.0. A pesquisa, que culminou em um trabalho mais extenso que este, foi sistematizada a partir da busca de definições de verdade, mentira, objetividade, da busca por boatos e principalmente da categorização dos tipos de boatos para tentar descobrir se a maneira que eles surgem tinha qualquer ligação com o ciberjornalismo.

Palavras-chave


Boatos; Ciberjornalismo; Objetividade; Facebook; Pós-verdade

Texto completo: PDF