Sistema de Conferências da SBPJor, 7º Encontro do JPJor

Tamanho da fonte: 
“Põe a cara no sol, mona”: a heteronormatividade no exercício da profissão do jornalista gay
José Lima Porto, Sara Alves Feitosa

Última alteração: 2017-09-09

Resumo


O artigo, originalmente pesquisa de trabalho de conclusão de curso, busca descrever como se configura a heteronormatividade na prática jornalística. Os conceitos de heteronormatividade, sexo, identidade e gênero norteiam a pesquisa, de natureza qualitativa e empírica, e estão assentados na teoria queer. A amostra é composta por entrevistas semi-estruturadas com dez jornalistas autodeclarados gays e que estão no exercício da profissão. Para a análise das entrevistas, utilizamos a técnica de análise de conteúdo. Dentre os resultados, pode-se apontar que a heteronormatividade se configura na prática jornalística através das sanções e constrangimentos que o jornalista gay é submetido; Através da autocensura e do disciplinamento do corpo por colegas de trabalho; Configura-se, também, no estigma, na diferença salarial, nas piadas, deboches, comentários e brincadeiras que colocam o sujeito gay em patamar de subalternidade.


Palavras-chave


jornalismo; heteronormatividade; gênero; identidade sexual; gay.

Texto completo: PDF