Sistema de Conferências da SBPJor, 7º Encontro do JPJor

Tamanho da fonte: 
A (não) representação das negras e negros no jornal laboratório Foca Livre
Gustavo Yoshio Leal Ban, Felipe Simão Pontes

Última alteração: 2017-09-09

Resumo


As pesquisas demográficas sobre os jornalistas no Brasil demonstram que a categoria é hegemonicamente branca. Estudos da área apontam que a representatividade nos veículos jornalísticos também privilegia a população branca em detrimento da parda e negra. Este texto volta o olhar para a formação das jornalistas, estudando a representação de negras e negros no jornal laboratorial Foca Livre, do curso de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Ao analisar os 25 anos do periódico, a pesquisa demonstra que a população negra não é representada, com presença ínfima em títulos, chamadas e fotografias. Quando aparecem, as negras e negros estão em contexto de mazelas sociais, o que reforça estereótipos de exclusão.


Palavras-chave


Negro. Jornal Laboratório. Representação. Foca Livre. UEPG

Texto completo: PDF